Cursos e Bibliotecas

Portfolios

 

Imagens em destaque

 
 

Presidente e diretor do 3ds max saem da Autodesk

Resumo

O CEO da Autodesk por 11 anos, Carl Bass, renunciou à presidência da empresa, no mesmo dia surgiram suspeitas que Eddie Perlberg, diretor de produto do 3ds max, foi demitido, causando grande alvoroço dos usuários nos fóruns de 3D.

Tags: 3ds max

Notícia completa

O presidente da Autodesk por 11 anos, Carl Bass, renunciou e os usuários estão festejando nos fóruns como se ele tivesse sido demitido, mas não foi bem assim.
Segundo o site CG Channel, a diretoria da Autodesk já vinha planejando uma troca há 18 meses e adiaram devido a interesses de investidores, na verdade tudo é apenas um jogo de investidores, pois Carl Bass continuará no conselho de administração da empresa e será nomeado para reeleição ainda este ano.

Mesmo que fosse diferente, que ele realmente tivesse sido demitido, a diretoria não iria colocar um CEO para voltar ao sistema de licença perpétua como os usuários tanto sonham.

No mesmo dia que Carl Bass anunciou a sua saída da presidência da Autodesk, surgiram suspeitas que Eddie Perlberg, diretor de produtos do 3ds max, havia sido demitido.
Os boatos iniciaram porque ele mesmo publicou uma mensagem no Twitter falando que agora era hora de seguir em frente, também publicou mensagem semelhante no seu Facebook, mas ambas foram deletadas horas depois.
Porém, no caso da mensagem postada no Facebook, ficou o registro dos usuários no fórum CGTalk comentando o assunto e falando sobre a postagem.

Agora de manhã, o site CGChannel confirmou que Eddie Perlberg não trabalha mais na Autodesk, mas a empresa afirma que isso não muda os planos para o futuro e também informou que não tem nada haver com a saída de Carl Bass.

A notícia da saída dos dois foi fortemente comemorada nos fóruns internacionais de 3D, com muitos comentários negativos, principalmente em relação a estratégia de obrigar os usuários a migrarem para o sistema de assinatura, o foco obsessivo em Cloud e a preferência para o Maya em detrimento do 3ds max.

Realmente é difícil para os usuários entenderem como relegam um programa que até hoje mantém a divisão de M&E da empresa e era o mais usado em Games, arquitetura e produção de vídeos comerciais para favorecer um programa que nunca deu lucro e só era usado em cinema, não pode ser apenas porque o Maya é multiplataforma.

A percepção dos usuários é que o Max está perdendo espaço na área de produção de vídeo para o Cinema4D e cedendo espaço na área de Games para o Maya LT e Houdini, ficando hegemônico apenas nas áreas de arquitetura e visualização de produtos, enquanto que, o Maya não ganhou usuários do 3ds max ou ganhou poucos, porque todo usuário antigo de 3ds max prefere migrar para o Cinema4D ou Houdini em vez de adotar o Maya, como provam os comentários nos fóruns.

A verdade é que a divisão de M&E da Autodesk responde por uma fatia pequena do faturamento e o Eddie Perlberg era apenas um vendedor de 3ds max, o desenvolvimento do programa não dependia dele, até o CEO precisa da aprovação da diretoria para tudo, então, não adianta comemorar a saída dois dois, só valeria comemorar se toda a diretoria fosse demitida, mas isso nunca vai acontecer.

Acredito que parte da insatisfação dos usuários de 3ds max também se deve ao fiasco da versão 2017, que até hoje é impossível de usar em produção, mesmo depois de 3 Service Packs.

Porém, as pessoas que cansaram de esperar a Autodesk dar a devida atenção para o 3ds max e migraram para o Cinema4D ou Houdini, deixaram clara a sua satisfação e mostraram que a única alternativa para as estratégias da empresa que prejudicam os usuários é a troca de programa 3D, o Houdini por exemplo, é muito superior ao 3ds max e Maya juntos.

Não existe nada insubstituível e qualquer pessoa com um pouco de dedicação pode aprender outro Software facilmente, para a Autodesk não vai fazer muita diferença porque o 3ds max não representa nada para ela, tanto é que estão matando o propgrama aos poucos, mas se a Adobe perdesse os usuários de Photoshop e After Effects, seria uma ótima lição dada pelos consumidores que poderia mudar o rumo das coisas.

Leia a carta de despedida do Carl Bass clicando aqui.

Leia os comentários dos usuários no fórum CGTalk clicando aqui.

Leia os comentários dos usuários no fórum CGPress clicando aqui.

 
 

3D1 © Três D1 © 1999/2017. Todos direitos reservados.